Guião

Lição 3

 

Sequências e Encadeados

Já vimos como se divide o guião nas três partes, o que são as sequências, como se realiza o Story Board e o guião técnico.

Veremos em seguida com as sequências e encadeados ver como se consegue a longevidade e a qualidade do guião, o qual está dependente do perfeito domínio da distribuição e montagem das sequências.

Tal como no desenho da história teremos de recorrer aos planos e ângulos de visão para não cair na monotonia, também no guião teremos de recorrer a algumas sequências especiais para fazer com que a história ganhe interesse e qualidade não devendo contudo abusar delas. Vamos, pois, ver quais são estas sequências e como se realizam.

 

Flash-Back

Já o vimos anteriormente no capítulo das técnicas de BD e acrescento dizendo que o Flash-Back aparece muitas vezes no inicio das histórias para pôr o leitor ao corrente de “problemas” passados anteriormente com as personagens, os quais se irão relacionar com o actual guião. É como criar às personagens uma vida anterior. O Flash-Back é também um pensamento ou um relato do passado apresentado na actualidade.

 

Sequência Panorâmica

Consiste em distribuir a acção da sequência por várias vinhetas mas sobre o mesmo fundo, ou seja, uma paisagem dividida em diversas vinhetas aparecendo a personagem, ou as personagens, em todas elas mas em posições diferentes, quanto ao fundo, todas as vinhetas desta acção formam um desenho. Cada vinheta poderia viver separada das outras mas todas juntas darão uma acção completa.

Veja a figura 44 para uma melhor compreensão

Fig 44 - © Le Lombard / Rosinski

Sequências de acção Simultânea

Serve para nos dar a sensação de que duas sequências estão a ocorrer no mesmo período de tempo.

Alternando, pois, as vinhetas que contêm as acções das sequências em causa, teremos essa ilusão perfeitamente conseguida. Fig. 45. Existe também a necessidade de mudar de planos ou ângulos de visão.

Fig 45 - © Le Lombard / Andreas

 

Fusão de Vinheta

É tal como a que vimos nas técnicas de BD e acrescento que a imagem pode aproximar, também, para destacar um detalhe de importância para o entendimento do guião.

Veja, para um melhor entendimento, a figura 46 que aproxima o relógio que mostra uma data: (19-04-1972) esta data tem a ver com o andamento da história.

Fig 46 - © Le Lombard / Andreas

 

Os Fundidos

Como sabemos o guião é composto por um número limitado de sequências; cada uma termina precisamente onde a seguinte se inicia, mas acontece que muitas vezes nessa passagem de uma sequência a outra fica uma lacuna, que é como um fosso que separa as sequências fazendo com que a seguinte não se relacione com a anterior. Para tapar essas lacunas o guionista e, mais tarde, o desenhador, recorrem a um grande número de artimanhas que são: diálogos, onomatopeias e textos de enlace além das sequências e efeitos especiais.

Nas sequências especiais vai um destaque para os fundidos, que relacionam perfeitamente duas sequências. Veja um exemplo na figura 47. Como vê existem duas sequências: na primeira, a acção da personagem que perde os sentidos; depois entra essa vinheta negra que nos sugere que essa personagem entrou num sono profundo, entrando em seguida a segunda sequência com duas acções — na primeira acção é a personagem que recupera os sentidos e na segunda o doutor que lhe fala. Como vê, são duas sequências com três acções encadeadas por um fundido, ou seja, a vinheta negra e a seguinte, que nos mostra o fim da primeira sequência e o princípio da segunda.

 

Encadeado de Fundo

Tal como os fundidos, os encadeados também se adaptam bem ao enlace de duas sequências. Veja na  figura 48, essas duas vinhetas — também são duas sequências e duas acções.

Na primeira vemos a acção de um homem que tenta agarrar algo; na segunda vinheta, a acção de Efire que tenta fugir. O encadeado de fundo é precisamente o que está representado nessas duas vinhetas de José Ruy: é a mão do homem que passa os limites da vinheta em direcção à segunda sequência ligando-a, assim, à primeira.

 

E com isto chegámos ao final de mais um capítulo de guião.

Mais tarde veremos as técnicas narrativas e mais alguns exemplos de como escrever um guião além dos textos e onomatopeias de enlace.

 

Desenho

Guião

Lição 1 Lição 1
Lição 2 Lição 2
Lição 3 Lição 3
Lição 4 Lição 4
Lição 5 Lição 5
Lição 6 Lição 6

Index