Propagar


Uma árvore pode ser obtida de todas as maneiras possíveis cujas técnicas de silvicultura, jardinagem ou o dinheiro nos permitam, algumas mais demoradas, outras nem tanto. Conseguir um Bonsai é já outra história. Compra-lo já feito é a opção fácil para o obter, e a mais cara, mas será que vale o dinheiro que se pede por um “Solitário”? (é este o nome que se dá a um Bonsai com mais de 20 anos) - Direi que sim mas com reticências, não estamos simplesmente a comprar uma árvore mas todos os anos de trabalho que deu para o conseguir criar, o know-how do artista, os cuidados etc. está-se, no fundo, a comprar uma obra de arte viva e única.
No Japão os Bonsai são herança de família e passam de geração em geração, não existe dinheiro que pague um sentimento... uma joia de família.
Entretanto o mais agradável é ver crescer uma árvore que você criou, ser você a dar-lhe a primeira educação do tronco, dos ramos, fazer no papel o primeiro esboço e tentar moldar a árvore a esse desenho.... ser a sua obra.

Existem 7 formas + 1 de conseguir um Bonsai:
 ☆ Por semente
 ☆ Por incisão
 ☆ Alporquia e Mergulhia
 ☆ Por enxertia
 ☆ De material de viveiro
 ☆ Coleta na natureza
 ☆ Comprando um Pré-Bonsai, ou
  ...comprando um bonsai já pronto ☺

METODOS DE PROPAGAÇÃO

☯ SEMENTEIRA - MISHO
O Cultivo a partir de sementes é o mais demorado para conseguir uma árvore. As sementes deverão ser frescas, guarde-as em local seco e escuro até finais do inverno. No início de Março podem ser colocadas na terra. Em algumas espécies, tais como pinheiro, entre outras, as sementes necessitam passar por um processo chamado de ‘estratificação’. Isto consiste em semeá-las no Outono e deixadas ao frio para que germinem na Primavera, imitando o que aconteceria na natureza.
Outra forma de o conseguir, mas obedecendo à mesma regra, é o de simularmos o processo natural deixando as sementes de um dia para o outro num copo com água, as que afundarem serão as boas e irão germinar, as que flutuarem não nos vão servir. Depois disto envolvem-se em algodão húmido e colocam-se no frigorífico durante 1 a 2 meses, só então, no início da Primavera, podem ser colocadas na terra.
Para a sementeira prepare uma mistura de húmus e areia em partes iguais, coloque as sementes e cubra com cerca de 2 centímetros do mesmo preparado. Pressione e regue. Dentro de umas semanas elas germinarão.
Passados 3 meses de terem nascido, as novas plantinhas poderão ser adubadas com um fertilizante líquido. No ano seguinte pode mudar as novas plantas para um vaso grande ou planta-las em terreno aberto para que se desenvolvam mais rapidamente. As imagens abaixo mostram o trabalho de poda para conseguir dar forma ao futuro Bonsai... isto vai demorar alguns anos até ter um verdadeiro Bonsai digno desse nome.



☯ ESTACA – SASHIKI
A Estaca ou incisão é outro método de propagação, sendo este ligeiramente mais rápido que o anterior.
Consiste em conseguir uma planta através de um brote ou galho de uma outra.
Geralmente estas mudas são brotes novos retirados de outros Bonsai na altura da poda ou, porque não, de outra qualquer árvore da natureza. Estes brotes deverão ter uns 6 centímetros de comprimento, ver foto abaixo, e cortadas com uma tesoura afiada. Devem ser-lhes retiradas as folhas a 75% na parte inferior deixando um caule limpo, as restantes folhas deverão ser cortadas pela metade para reduzir a evaporação.
Corta-se a extremidade do caule em cunha, aplica-se hormonas de enraizamento no corte e planta-se numa mistura de areia e húmus. As raízes aparecerão dentro de algumas semanas. O terreno deve no entanto permanecer húmido. No ano seguinte mudam-se de vaso.



☯ ALPORQUIA - TORIKI
Alporquia e Mergulhia são técnicas de enraizamento idênticas com diferença na execução e uma alta taxa de enraizamento. A Alporquia produz raízes adventícias aéreas tanto num tronco como numa galho ou pernada, enquanto a Mergulhia produ-las num ramo flexível em que uma fração é mergulhada na terra sem a separar da planta mãe, Oyaki, obtendo-se assim uma planta independente.


Em (A) uma árvore comprada num centro de jardinagem com aproximadamente 1,5 metro de altura, marcamos então o ponto onde queremos cortar o tronco para, com a parte superior, conseguir-mos um Bonsai.
 Em (B) retiramos um anel de casca com cerca de 1 cm no ponto marcado anteriormente e tratamos essa ferida com hormonas de enraizamento.
À parte preparamos musgo triturado, satura-se de água e aplica-se sobre a ferida…
 Em (C), cobrimos com uma folha de plástico opaco por forma a não receber luz nas novas raízes que nascerão. - Deveremos manter a humidade abrindo a parte superior e regando periódicamente, pois o musgo deve permanecer sempre húmido ou não obteremos resultados. No ano seguinte já deverão ter aparecido as novas raízes onde foi retirado o anel de casca.
 Em (D), corta-se então o tronco, sob as novas raízes e planta-se num vaso (E).
A nova (mesma) árvore, agora mais curta, está pronta para se transformar num Bonsai.

Em ambos os casos pode-se, em vez de retirar o anel de casca, utilizar um garrote de arame bem apertado. De uma forma ou de outra, a árvore lançará aí as raízes por existir aí a humidade que necessita para alimentar a copa ou folhagem posterior e que de outra forma não iria conseguir devido à intervenção aplicada.

☯ PRÉ-BONSAI
Todos os centros de Bonsai têm uma secção destinada aos pré-bonsai. Estas plantas são jovens árvores cujos seus criadores, especialistas nesta arte, já anteviram uma forma, já as podaram, só lhes resta amadurecer e que nós venhamos a continuar o trabalho já iniciado. São, na minha opinião, a melhor escolha pois são relativamente baratas e de onde se poderá tirar frutos rapidamente. Alguns dos meus Bonsai adquiri-os assim, hoje tenho-os como árvores adultas e formadas.

DESENVOLVENDO O TRONCO

A melhor forma para desenvolver o tronco de uma árvore está na terra, deixa-la crescer. Uma árvore jovem nunca desenvolverá o tronco nas devidas condições se estiver confinada ou necessitará de muitos mais anos para o conseguir. Para obter bons resultados a nível do tronco mais rapidamente, aconselho que deixe a árvore por uns dois anos plantada no jardim ou horta, sempre seguindo o processo de poda específico. Na falta de espaço ao ar livre para poder fazer crescer a árvore, um grande vaso ou caixote de madeira são a alternativa. Não tenha pressa, enquanto espera que a árvore engrosse o tronco e as raízes e desenvolva as pernadas há trabalho a fazer, familiarize-se com ela, escolha qual vai ser a parte frontal, olhe-a bem para descobrir qual o estilo de bonsai a que aquela árvore melhor se adapta, não a deve forçar a um estilo arrojado, faça um esboço em papel, antevendo o Bonsai já terminado, ele lhe vai ser útil para os trabalhos futuros.

O tronco é a estrutura do Bonsai, os ramos são a composição que deve manter o equilíbrio e a profundidade.
As pernadas mais baixas são por norma as mais fortes as restantes, ao subir, vão adelgaçando mas todas elas devem nascer desencontradas umas das outras, se isso não acontecer, deveremos cortar as que venham a nascer a nível de uma outra já existente.
As pernadas mais desenvolvidas não deverão ficar na frente do Bonsai para que se possa apreciar a sua estrutura interna, mas também para dar profundidade ao projeto.