Terra e vasos


solo

Muito se tem escrito sobre a composição do solo para Bonsai. De forma exagerada pode-se dizer que cada bonsaísta experiente tem suas próprias "receitas" de terras. Factores como humidade ambiente e temperatura da região do cultivo condicionam a composição do solo a utilizar, bem como a granulosidade dos componentes. A saúde e a idade do bonsai também são factores a ter em conta.
Os solos mais aplicados e de eficácia reconhecida desde muito tempo, são os japoneses: Akadama, Kiryu-zuma e Kanuma. Basicamente são argilas vulcânicas, por cá não as temos mas existem misturas que nos convém saber e que substituem com bons resultados estes solos.

No entanto existem seis regra que eu utilizo e ás quais sou fiel; é a mistura de argila, areia grossa e humos ou turfa nas proporções abaixo indicadas:

Terra base: 1 parte de argila, 2 de humos, 2 de areia.

Terra de boa drenagem: 1 parte de argila, 1 de humos, 3 de areia

Terra não calcária: 1 parte de argila, 3 de humos, 1 de areia

Ou ainda uma terra específica para cada espécie de árvore, dividindo essas espécies em 3 famílias: Coníferas, Folhosas e de Fruto ou Flor.

Coníferas: 50% de argila e 50 % de areia. Bonsai com idades avançadas podem chegar a utilizar 100% de argila.

Folhosas: 60% de argila, 30% de areia, 10% de humos.

Fruto e Flor: 50% de argila, 30% de areia, 20% de Humos.

Estes componentes devem ser bem amassadas, misturados e isentos de vermes (ovos de caracol, lesma etc.) que possam danificar as raízes recém podadas na altura do transplante. Como segurança, e em caso de duvida,  aconselho a espalhar a terra que se vai utilizar, num tabuleiro metálico e levar ao forno de cozinha a 220 graus por uns 10 minutos. A mistura de terra, no momento do transplante do Bonsai, deve ser utilizada seca e solta, sem grandes grânulos... 

Vasos ou Bandejas

O Bonsai clássico é composto pela árvore mas também pelo vaso, não pode existir um sem o outro, um mestre japonês dizia: se o Bonsai é o modelo, o vaso é a roupa. A árvore e o vaso representam uma unidade equilibrada, harmónica e natural na forma, cor e tamanho. 

ORIGENS: A maioria dos fabricantes de vasos de qualidade no mundo do Bonsai estão no Japão, mais particularmente na região de Tokoname, este é também o nome dado aos vasos originais dessa província. De uma forma mais ampla, os vasos para bonsai que predominam, em quantidade, qualidade e variedade, no mundo inteiro são de origem oriental. Os preços destas peças de cerâmica são elevados, no entanto ultimamente apareceram no mercado vasos plásticos que podem substituir os de cerâmica (???). Mas se tiver o dom da bricolage meta mãos ao trabalho e porque não, faça os próprios vasos?! Para isso clique na página principal sobre a foto do vaso, ela o levará a um site japonês do mestre Kamiya Houkichi o qual o ensina a construir um original vaso japonês.

DIMENSÕES E FORMAS: Os vasos são fabricados em inúmeras formas e dimensões. Desde vasos para os mini bonsai (name) até aquelas para os bonsai de grande porte. Em profundidade ocorre também grandes diferenças, principalmente quando se compara bandejas para "grupo" ou "floresta" ou os vasos para o estilo "cascata".

COR: Os vasos podem ter a cor natural da cerâmica ou o colorido decorrente de pintura ou do esmalte aplicado, este deve obrigatoriamente existir só no exterior do vaso. As cores naturais variam com o tipo/origem das matérias-primas, tendo efeito sobre o resultado o padrão de queima empregado. Usualmente, as cores seguem o cinza e o ocre e suas variações de muito claro à muito escuro. As esmaltadas são incontáveis, embora haja uma preferência pelas cores azul, verde, bege e suas variações. Os vasos chineses costumam ter motivos em relevo de figuras humanas bem coloridas.

ESCOLHA DO VASO: Na fase inicial da criação do Bonsai, o vaso é um elemento distante, até há quem diga que só se deve "oferecer" o vaso ao Bonsai depois deste superar a sua fase de adolescente, pré-bonsai. Na medida que o trabalho com o pré-bonsai avança, é que a decisão pelo vaso definitivo se faz importante. A  sua escolha tem que levar em conta o estilo do Bonsai, a forma e o volume da copa, a massa e a profundidade das raízes, a cor das flores e/ou dos frutos. Muito importante também é que o vaso tenha grandes furos de drenagem e pés para que as raízes possam respirar.

        

 Home   Falando    História    Terra    Poda    Cuidados    Estilos    Espécies

Como fazer    Envelhecimento      Kyuzo Murata    Técnicas Avançadas